quarta-feira, 16 de março de 2011

PARA MINHA MENINA, AGORA MULHER - texto de Lara Gay

PARA MINHA MENINA, AGORA MULHER

Quando a menina cresceu, ela nem percebeu.
Um dia a boneca acordou no fundo do armário, em outro lar.
Em cima dela, roupas e cartas de amor... de um amor, o tal amor que agora divide a cama da menina.
Não mais menina.
Luzes baixas ao som de novos timbres.
Tão distante de tudo que era. Nova.
Quando a menina morreu, ela nem percebeu.
Uma noite agarrou a boneca e voltou pros braços da mãe, no velho lar.
No colo dela, lágrimas e silêncio... em berros, o tal grito entalado que agora sufoca o peito da mulher.
Mais mulher do que nunca.
No escuro ao som do amor da mãe.
Tão perto de tudo que era. Mais nova.
A menina, sem perceber, morreu ao crescer em dor. De mulher.
Surgiu de dentro daquela boneca a fortaleza esquecida em qualquer canto.
Tão firme. Tão linda. Tão nova.
De repente, é precisar voltar ao que se era velho pra encontrar o que se quer de novo...
... mesmo que seja de novo... ou a primeira vez.

Rio, 16/03/2011

Presente de Lara Gay, minha amiga. Minha alma irmã.



-

8 comentários:

Anônimo disse...

O final é lindo. A gente cresce mesmo em dor. Cresce e se reconhece. To curtindo o blog. Bjs

Anônimo disse...

Opa! Sai como anonimo. N consegui me logar por aqui. Sou eu, Fernanda www.primeirapedra.tumblr.com

Marcelo Mayer disse...

ela não virou mulher, soube crescer

Roberta disse...

Linda poesia! Uma bela homenagem.

Caroline Klein disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Algo aleatório para vc ler...

Entao, nao sei se vc lembra,
mas...a história é engraçada. rs.
Certa x, estava eu e meus amigos indo para o jogo do botafogo,
No Caio Martins, Niterói (2003). Detalhe, éramos 8 no carro.
Quando chegou na Leopoldina, ti reconhecemos, e eu e um amigo meu, pela idade é claro (rsrsrs), ti achavamos lindinha, uma graça, mas enfim...começamos a chamar atençao e tal...e vc ria no carro, acho que estavas com sua mãe, se não me engano...
E isso foi perdurando, até chegarmos na ponte rio-niterói e nos deparamos com um tráfego...
No qual, tivemos a brilhante idéia de sair do carro para irmos falar com vc...nao lembro direito o que aconteceu depois disso...mas lembro que, quanto vc quanto todo nosso carro rimos muito!!!! E lembro que eu e meu amigo fomos deixados a pé, por um breve momento... ;)

Nossa...escrevi muito, peço desculpas pela invasão, mas por ser vc (sem palavras), preferi assim!

Prazer novamente...
Quem sabe, até breve.

ps: ti adicionei no Facebook.
(Lauro Escobar)
Ciao. Hasta.

Anônimo disse...

Volta pra brasilia! :(
Você vai voltar pra gravar no ultimo dia de filmagem? Estou apx!

Anônimo disse...

Vi que vc está na nova temporada de malhação, parabéns! Fico mto feliz em te ver na tv.